terça-feira, janeiro 10, 2006

HISTORIA JUDAICA & OUTRAS HISTORIAS

Quando iniciei este blog informei que tinha (e tenho) a finalidade de investigar a historia judaica nas "Terras de Algodres" concelho de Fornos de Algodres. Tinha esperancas de ter colaboracao de naturais e residentes no meu concelho, mas ou a minha gente nao e dada a estas coisas dos blogs, ou a questao judaica continua a ser tabu por estas bandas.
Sem desanimar e porque me comeca a faltar materia sobre o tema foi que comecei a divulgar coisas que as vezes nao estavam relacionadas com o tema fundamental, continuarei a faze-lo sempre com a esperanca de colaboracao dos meus conterraneos.
Por isso nao se admirem que por vezes o tema judaico nao apareca ao lume. A razao e que me falta materia, tem muito que ver com o facto, de me encontrar longe dos meios de consulta, pois vivo muito longe neste momento.
Vou continuar mas queria deixar esta explicacao, ao mesmo tempo agradecer as palavras de apoio, muitas vezes de gente que nem sao das "terras de Algodres"

BEM HAJAM

7 comentários:

JL disse...

Meu amigo, com judeus ou sem eles eu cá continuarei a vir regularmente visitá-lo e, sempre que isso se justifique, deixar as minhas impressões.
Reconheço, no entanto, que era giro e, mais que isso, muito interessante saber a história dos descendentes judaicos na nossa região. Como sabe, deixou raízes aqui em Mangualde aquele que é designado de Schindler Português, o Cônsul Aristides de Sousa Mendes, ao salvar milhares de judeus concedendo-lhes visto português e tendo abrigado muitos deles no sótão de sua casa em Cabanas de Viriato do concelho de Carregal do Sal.
Em relação aos seus leitores, não fique espantado se descobrir que, na sua maioria, não têm raízes na terra que tão bem promove e que lhe serviu de berço. É sempre assim!

Nuno disse...

Aqui em Trancoso há diversos traços deixados por comunidades Judaicas que viveram em Trancoso. No entanto sei que estao a averiguar se existia alguma Sinagoga( penso que se chama assim) aqui em Trancoso. Ai em Fornos já foi descoberta alguma ? Como uma comunidade que deixou até traços tão vincados nao deixou um templo com visibilidade como os cristão têm ?
Cumprimentos
Nuno - www.trancoso.pt.vu ( blog Beira Medieval)

Fornense disse...

ora.. tal como eu ando a pensar ja disso pois o meu blog tambem trata de uma terra mt pequena.. no entanto tento tambem ir fazendo reportagens de eventos que por ca ocorrem e esses espero nunca acabarem..
força nisso!

Ady disse...

Visito o seu blog não só por o achar interessante, mas também sempre com a esperança de encontrar pessoas a assumirem a sua ascendência judaica e a pretenderem retornar à suas origens. Mas infelizmente ainda não se denunciou ninguém. Será que têm medo?

al cardoso disse...

Sim uma das finalidades era esperar colaboracao para tentar descobrir certos enigmas e, tambem para que as pessoas se pudessem assumir sem medos, (a inquisicao ja foi abolida a muito) mas como vivemos ainda dentro dos nossos medos, poucos sao os que tem a coragem de poder admitir, origem hebraica, eu pessoalmente embora ainda sem certezas absolutas, creio que tenho e tenho muito orgulho nisso.

TSFM disse...

A Inquisição já acabou, mas agora temos o presidente do Irão a dizer que "o Holocausto é um mito, Israel deveria ser riscado do mapa". De facto, a secular perseguição dos judeus há-de continuar por muitos séculos...É natural que por estas bandas haja muitos descendentes dos judeus, mas, como sabe D Manuel baptizou-os a todos simbolicamente, fazendo nascer os cristãos novos. Assim, muitos com o passar dos tempos (séculos), graças a uma grande variedade de condicionalismos e situações foram-se esquecendo das suas origens. O próprio al cardoso confessa que não tem a certeza da sua origem hebraica. Eu penso que não é uma questão de assunção da asc~encia, foi sobretudo o tempo que se encarregou de apagar da memória a memória das pessoas.

Ady disse...

Eu assumo que sou mas vou continuar a ter os meus medos, pois ainda hoje somos acusados nalgumas igrejas como o povo deicída. Disseram que o tempo se encarregou de apagar da memória a memória das pessoas, não se passou com todos, pois ainda hoje há muita coisa que foi transmitida, em que as pessoas se apercebem que são diferentes mas que comodamente não questionam essa razão. Ter ascendência não basta, o que interessa é o nosso estado de alma. E esse é diferente. Shalom