terça-feira, setembro 06, 2005

POVOA DO CRASTO

Incluida no termo do antigo concelho e hoje freguesia de Figueiro da Granja, existem hoje as ruinas desabitadas do que foi a antiga aldeia ou Povoa do Crasto, creio que nunca tera tido mais do que 8 fogos e foi fundada em fins do seculo XVI. (porque tera sido que foi nesta altura que apareceram todas as pequenas e hoje desertas aldeias daquele antigo concelho)

Como referi numa outra entrada ai construiram a segunda residencia os meus bisavos paternos: Almeida (Pratas) e Espirito Santo, nao tendo ate hoje conseguido descobrir os apelidos dos outros habitantes daquele lugar.(caso me pudessem ajudar agradecia)

Em meados da decada de sessenta do seculo passado ainda ai havia moradores e eu proprio ainda ai visitei a minha bisavo em crianca.

Sempre me chamou a atencao o facto do meu bisavo( proprietario medio-alto nos fins do seculo XIX) e com propriedades distribuidas pelas freguesias de Figueiro da Granja, Algodres e Cortico, nunca ter construido residencia na antiga vila de Figueiro o que seria mais que logico e sempre viveu relativamente longe dela.

A sua ultima residencia construida de raiz: uma altiva casa de granito foi edificada nos primeiros anos do seculo passado nesta antiga Povoa do Crasto.

A designacao "Crasto" e uma corruptela da palavra castro, pois esta pequena aldeia fica localizada na vertente sul do monte Sao Tiago onde se encontram as ruinas ja escavadas e documentadas dum castro do neolitico.

Tal como a Aldeia das Cortes e a Quinta do Mateus, tambem creio que nesta Povoa do Crasto devem ter vivido gentes de sangue hebraico, entre os quais os meus ascendentes, muito gostaria que os residentes de Figueiro da Granja me pudessem complementar esta minha ideia com informacoes, ou sobre os nomes dos antigos habitantes desta aldeia.
Pois assim talvez possamos escrever a historia do povo judaico pelas nossas terras, gente essa a quem foi negado o direito de professar a religiao dos seus pais.

1 comentário:

Caetano disse...

Estão a aparecer por aqui uns comentários algo... invulgares. É melhor activar a opção "Word verification" nas configurações do Blog senão arrisca-se a apanhar com isto a cada novo post.