terça-feira, julho 04, 2006

Ainda a gravacao em Algodres


Como o prometido e devido, aqui coloco a foto a preto e branco da gravacao ja referida.
Fica a consideracao dos meus amigos, especialmente do Joaquim Batista: http://porterrasdoreiwamba.blogspot.com

10 comentários:

Joaquim Baptista disse...

Esta formula aparece bastantes vezes na epigrafia portuguesa. Tenho alguns exemplos da região de Castelo Branco. Geralmente são tidas como formulas de sagração de um edifício, geralmente acompanhadas de inscrições de caracter informativo ou sentencioso. Não sei se esta terá a ver alguma coisa com os cristãos-novos. Amanhã porei uma vez mais uma fotografia de Castelo Branco onde aparece esta fórmula a encimar.

Abraço

Joaquim

TSFM disse...

Amigo, Al, sempre a brindar-nos com os resultados da sua incansável procura dos sinais judeus em terras de algodres. Tenho aparecido pouco por estes lados, mas tenho-o lido, o tempo é que escasseia para colocar comentários. Um abrçao do amigo A Tavares

Tons Pastel disse...

Leu algo fundamentado bibliograficamente sobre esta inscrição? Não a relaciono com cristãos-novos. Diga-me onde leu.
Um beijo

muguele disse...

Esta inscrição é a sigla da Companhia de Jesus, como pode ser comprovado em http://www.companhia-jesus.pt/

al cardoso disse...

Concordo que seja a sigla da Companhia de Jesus, tambem sei que essa companhia foi bastante influente na "envangelizacao" no periodo das conversoes de "cristaos novos" (em portugal o protestantismo nao teve relevancia), o mais natural e um converso adoptar a sigla dos que supostamente o converteram!

al cardoso disse...

Cara Tons de Pastel:

Porque razao so nos podemos fundamentar em obras escritas, sera que nao podemos ter as nossas proprias opinioes?

Joaquim Baptista disse...

Quando puder dê um salto ao Rei Wamba

Nuno disse...

A fórmula IHS, pela sua simbologia, foi adoptada como sigla pela Companhia de Jesus, o que muito contribuiu para a difusão do seu uso.
Mas também era utilizada, sem ligação necessária aos jesuítas, como símbolo de Cristo e da Eucaristia ("Iesus Hominum Salvator "), como aqui referi:
http://algodres.blogs.sapo.pt/arquivo/875699.html
Por isso, o seu uso parece ter sido bastante comum, na época moderna, em edifícios religiosos e particulares que nada liga à Companhia de Jesus, para além de um uso generalizado em alfaias religiosas, sacrários, ...
Continuo a pensar que convirá analisar casuisticamente cada inscrição e o seu contexto, sem juízos pré-concebidos.

GreenSky disse...

Muito bem, gosto passar por aqui porque realmente apreende-se muito.

A minha investigação disse-me que estas iniciais estavam muitas vezes gravadas nas portas das sacristias, nos paramentos e no próprio sacrário.
Não aprofundei a cruz lateral porque parece-me a assinatura do mestre da pedra.
Um abraço

O Micróbio II disse...

Como aqui já foi referido, sempre tive em conta que a sigla referida correspondia à Companhia de Jesus. Mas já aqui tens material mais que suficiente para lançar um livro... :-)