sábado, abril 22, 2006

SENHORA DA CABECA


Ora aqui temos algo, que em minha opiniao, se nao devia fazer a uma capela romano-gotica, com seu portal ogival. Em frente e sobre o referido portal. Construir-se este "magnifico" alpendre em betao!
Talvez tenha sido edificado para mais comodidade dos devotos em dias festivos, mas sendo esta capela tao antiga, do tempo em que esta povoacao era muito mais povoada e, sendo nessas alturas de tamanho suficiente, porque razao tiveram em tempos tao recentes, de lhe adicionar este mamarracho?

Os fundos aqui empregues nesta obra, teriam sido muito mais bem empregues noutro local, mas as pessoas as vezes querem mostrar servico. No entanto, nao havendo por parte de muitos autarcas sensibilidade historico-cultural e, sendo este templo propriedade da igreja catolica, sera que os bispos e padres nao tiveram uma palavra a dizer?

Esta capela de invocacao de Nossa Senhora da Cabeca, fica situada na povoacao de Casal do Monte e, embora este povoado tivesse sido vila e concelho ate 1836, nunca aqui se instituiu nenhuma paroquia, sendo os seus habitantes servidos pela igreja de Queiriz, presentemente a freguesia que engloba esta aldeia.

Ja ha algum tempo coloquei a hipotese, de a razao pelo qual o Casal do Monte nao ter sido nunca uma paroquia, ter que ver com o facto de parte da populacao ser de fe judaica. Na antiga vila ainda hoje permanecem algumas marcas, identificadas com "cristaos-novos" na cantaria de algumas casas. Alem disso a capela e o calvario junto dela, encontram-se distanciados do povoado.

De notar tambem que esta vila era no seculo XII propriedade da Ordem Hospitalaria, que lhe tera concedido o primero foral. Esta Ordem que mais tarde adoptou o nome de: "Malta", foi instituida na cidade de Jerusalem, havendo muitas probabilidades de la terem vindo alguns povoadores. Alem disto o Casal do Monte fica relativamente perto de Trancoso, vila que teve uma das mais importantes e dinamicas comunidades judaicas da nossa Beira, ate ao seculo XVI.

4 comentários:

Joaquim Baptista disse...

Que horror

Nuno - Trancoso disse...

esse alpendre é um autentico atentado a esse monumento, a camara municipal jamais devia ter autorizado as obras dessa cobertura.

TSFM disse...

É sempre a mesma coisa...Falta humildade e cultura aos políticos para demamdarem a opinião de algum técnico em História, Arqueologia e/ou Património.

blogoexisto disse...

Ai, ai, ai, ai... esta doi que se farta.
Lá está... é sempre a mesma questão! O código penal não abrange todos os tipos de crime que afinal se cometem no quotidiano do nosso Portugal. É pena!
(criminosos)!