quarta-feira, abril 26, 2006

CAPELA da SENHORA do CAMPO


Num pequeno largo onde termina uma rua que vem da Praca, que e ao mesmo tempo, um dos varios miradouros da "Vila" de Algodres, podemos encontrar esta pequena e singela capela.

De invocacao de Nossa Senhora do Campo, datara do seculo XVIII e, conserva uma pequena e antiga imagem de Santa Maria, que se supoe ser a primitiva patrona da igreja matriz.

Na arquitetura deste pequeno templo, para alem do granito da construcao, sobressai o pequeno campanario e a cruz que remata o timpano, onde se pode ver algum trabalho em cantaria.

Mas o que me chamou mais a atencao, foi a desnecessaria adiccao relativamente recente, do pequeno alpendre frontal, obra bastante "foleira" e com uma pomba ceramica a remata-la. Fez-me lembrar algumas "parolas" construcoes, da decada de sessenta do seculo passado.

Creio tambem que destoa bastante, uma porta de ferro no portal. Quem sabe o alpendre tivesse sido construido, para que a porta de ferro nao empene!!!

Aqui deixo outros exemplos, de como se nao deviam fazer certas obras. Mas isto serei eu que o digo!!!

10 comentários:

Klatuu o embuçado disse...

Não têm fim nem regra os alarves atentados ao nosso património! Conheço o monumento... tem sobre a alma um «peso» absolutamente sacral e ascendente!

TSFM disse...

São os sacrilégios cometidos em nome da Santa Ignorancia...

Chanesco disse...

Obrigado pela visita e pelo comentário.
Boa continuação para a sua pesquisa.

Terreiro disse...

Concordo plenamente com o comentário. Ainda não tinha lido o texto e já criticava a reparação e aumento (alpendre) da capela.
Infelizmente as pessoas que se encarregam dessas pequenas alterações, não têm ninguém capaz, nem na Igreja nem nos serviços camarários, que lhes diga – Assim não!
Depois estas aberrações!

Abraços

TMara disse...

tu o dizes e amimme parece k o dizes bem.
Bjs. luz e paz em teu cmainhar.

JL disse...

Obrigado, amigo Al,pelos votos de aniversário que me deixou lá no "Observatório"

eduardo disse...

Quem sabe também não serviria para abrigar da chuva algum caminhante oriundo de outras "modernidades".

al cardoso disse...

Talvez Eduardo; Mas de acordo com as estatisticas, agora ate chove menos que antigamente, quando a capela nao tinha alpendre.
Mas compreendi-te.
Um abraco amigo.

Nuno disse...

Concordom plenamente com o alprendre que em nada tem a ver com a capela pois tira a pespectiva fotografica e encobre um pouco a fachada, as autarquias na altura deveriam inteligentemente não colocar esse alpendre assim como dar um arranjo urnabistico onde substitua esse poste electrico por um sem fios

al cardoso disse...

Caro Nuno:
O processo de substituicao, da iluminacao, por outro tipo em que os cabos fossem subterraneos, foi iniciado e ja se encontra instalado noutras partes da antiga vila, mas devido ao facto de considerarem aldeias historicas algumas vilas, entre as quais uma que agora e cidade, em detrimento de aldeias como Algodres, creio que veio comprometer a finalizacao das obras de requalificacao, no entanto esperemos que nao.