domingo, agosto 26, 2007

"Os Campos Verdes e as Ovelhas Que Neles Pastam"!


Verdes sao os campos,
Da cor de limao.
Assim sao os olhos,
Do meu coracao.
Campo que te estendes,
Com verdura bela.
Ovelhas que nela,
Vosso pasto tendes.
D'ervas vos mantendes,
Que da o verao,
E eu das lembrancas,
Do meu coracao.
Isso que comeis,
Nao sao ervas nao,
Sao gracas dos olhos,
do meu coracao.

Embora o por mim muito estimado; Dr. Jose Hermano Saraiva, queira que a amada de Camoes ( D. Violante de Andrade) e seu marido "Condes de Linhares", estejam representados num "triptico" existente na Mesericordia de Algodres, podendo por essa razao o nosso celebrado poeta ter alguma relacao com as "terras de Algodres. Pela disparidade de datas e muito improvavel que seja verdade.

Ja aqui: http://algodres.blogs.sapo.pt/arquivo/1073249.html, o meu querido amigo Nuno Soares escreveu e bem sobre esta materia.

No entanto no poema de Luiz de Camoes que eu adaptei acima, e que o saudoso "Zeca Afonso" tao bem intrepertou, refere os "prados verdes e as ovelhas que neles pastam".

Bem poderia estar a referir-se as nossas; "Churras", "Merinas", ou "Bordaleiras", que poderia ter visto pastar, aquando de alguma vez que acompanhado seus amos, se tenha deslocado ao vale do "Alto Mondego", em terras pertencentes ao "Condado de Linhares"!

Eu ate quero acreditar, pois e muito mais facil que ir averigua-lo!!!

4 comentários:

Zé Povinho disse...

O Camões era malandrote e bem pode ter andado por aí e por muitos outros lados a cortejar as moçoilas.
Abraço do Zé

RPM disse...

Amigo D'Algodres....

desde Viseu vai um bem-haja e um abraço amigo

RPM

Tozé Franco disse...

O Dr. José Hermano Saraivo, a quem gosto muito de ouvir, é muito dado às teorias, algumas delas interessantes mas sem grande fundo de verdade.
Um abraço.
PS: Quanto às ovelhas é lógico que já as vi, a elas e ao queijo...

Eddy Nelson disse...

Como a História de Portugal é feita de tantas efabulações!
Quem sabe se o Mestre Hermano não terá razão!!!

um abraço raiano