sexta-feira, junho 01, 2007

A Igreja Medieval, e as suas funcoes!

Fotografia retirada do http://algodres.blogs.sapo.pt. da coluna do portal da Igreja Matriz de Algodres.

Na epoca medieval, a igreja (catolica) tinha uma funcao muito mais vasta que a divulgacao da fe.

Um dos exemplos dessas funcoes ainda hoje pode ser admirado na Igreja Matriz da vila de Algodres; numa das colunas do portal principal dessa igreja, podem ver-se gravadas, as medidas da "Vara" e da "Braca", (com cedilha) por que tinham que se regular os povos das "Terras de Algodres"!

7 comentários:

ppn disse...

Caro Albino

Não é querer ser do contra, mas a, pouca, experiência no campo da história da arte leva-me a ser cauteloso.
Não será antes simples motivos decorativos com as dimensões de uma vara e de uma braça.
Não deveria dar muito jeito, e muito menos consentâneo com o lugar sagrado, ir tirar medidas à porta da Igreja.
No lado oposto também existem estas caneluras?

al cardoso disse...

Caro Pedro:

Faz bem em fazer esse reparo, pois dessa forma posso agregar o seguinte:
Essas caneluras nao sao decorativas, pois nao existem na coluna do lado oposto.
Esta igreja fica situada na Praca, e junto aonde foi construida mais tarde, a antiga casa da camara e o pelourinho.
Alem disso existem documentos antigos, que atestam que os "homens bons" deste concelho antes de existir casa da camara, era aqui nesta igreja que se reuniam em "concilium".

Um abraco.

nuno disse...

Caros Albino e PPN,
As caneluras aparecem efectivamente apenas numa das colunas e são muito semelhantes às medidas-padrão que encontramos gravadas noutros locais. Pessoalmente, não tenho dúvidas de que se trata da gravação das medidas vigentes no concelho de Algodres.
Este tipo de gravação é relativamente frequente. Aparece muitas vezes nas portas de entrada de povoações muradas, mas também em portas de igrejas.
Ando há tempos a acalentar o projecto de revisitar várias destas gravações que conheço em terras beirãs, para fazer o registo e análise comparativa das medidas. Pode ser que um dia consiga...
Um grande abraço,
NS

Tozé Franco disse...

Pormenor delicioso. Parabéns.
Um abraço.

Moura disse...

Estamos sempre a aprender. Não sabia deste tipo de pormenor.
Obrigado pela informação.
Um abraço.

nuno disse...

Caro Albino:
Hoje, com um pouco mais de tempo e depois de consultar uns apontamentos dispersos que para aqui tenho, venho trazer mais alguns elementos sobre este assunto.
Creio que esta gravação registava as medidas medievais de comprimento conhecidas como "Vara" e "Côvado". Por elas se aferiam as medidas que traziam os vendedores de panos. Segundo o "Dicionário de História de Portugal" (vol. V, p. 68), corresponderiam, em regra, a cerca de 1,10 m (a Vara) e 0,70 m (o Côvado).
Pelo que tenho visto, a Vara seria em geral invariável. Já o Côvado apresenta ligeiras variações locais.
As medidas da igreja matriz de Algodres (se bem medi e não me falham as notas...) têm 1,10 m e 0,67 m. No exterior da porta Oeste da muralha de Sortelha ("Porta da Covilhã") pode ver-se uma gravação semelhante, com as medidas de 1,10 m e 0,66m.`
Por vezes aparecem gravadas a vara e a meia-vara (como sucede numa das portas da muralha de Monsaraz, no lado interior - com as medidas de 1,10 m e 0,55 m).
Outras vezes aparece apenas uma das medidas. Há referências, por ex., à gravação do Côvado numa lápide existente na fachada Norte da igreja da misericórdia do Sabugal, mas é um caso que ainda não verifiquei pessoalmente. Faz-nos falta o "Arqueoblogo" Marcos Osório para ajudar a esclarecer esse caso...
Como acima disse, gostaria de revisitar estes e outros casos para registar com maior rigor este tipo de gravações de medidas-padrão.
Talvez os leitores do blog possam ir dando umas achegas!
Um grande abraço,
NS

Eddy Nelson disse...

Fantástico, nunca tinha ouvido tal promenor!

um abraço raiano