terça-feira, junho 12, 2007

Uma Oracao a Santo Antonio!

Em vespera do dia em que se celebra o Santo Antonio de Lisboa, ou sera de Padua?
Fui incentivado por uma amiga leitora, pelo que decidi ver como andava a minha inspiracao. Saiu entao esta quadrazita:

Neste mundo da "blogosfera",
Muitos amigos conhecemos.
Fico pedindo a Santo Antonio,
Para que todos nos amemos.


Para todos os amigos lisboetas, onde incluo a amiga Maria Joao; http://www.sulista.blogspot.com/, um feliz feriado!

11 comentários:

RPM disse...

olhai, olhai um poeta popular neste dia que antecede o Santo António....

Sou muito realista e sei o que é viver com governos de esquerda. A esquerda é o pior que a direita tem....é revanchista, é má, é mesquinha, é invejosa, é persecutária, é querer ser mas não é.....

odeio a esquerda, não odeio amigos de esquerda...

um abraço grande amigo Al de alguém que viveu em liberdade e perdeu-a com a revolução de esquerda....

RPM

Manuela disse...

Está bonita a quadra, gostei.
Fico contente por ter aderido á minha ideia.
Só um esclarecimento, Santo António nasceu em Lisboa, com o nome de Fernando de Bulhões.
Ainda hoje se pode visitar a casa onde nasceu, que fica no Bairro Alto em Alfama, ao pé da Sé de Lisboa.
Por sinal bastante bonita.
Um abraço.
Manuela

Klatuu o embuçado disse...

Gostei da quadra... temos poeta! ;)

Abraço.
Viva El Rey!

Ruvasa disse...

O mê santantónio, mê santantoninho
vê lá se me vales, tou amargurado;
Pega lá no socas, mais seu camelinho...
leva-os p'ra bem longe, para qualquer lado...

Abraço

Ruben

Tozé Franco disse...

Não querendo ser bairrista (eh,eh,eh!) acho que dvia ser S. António de Coimbra, pois foi aqui que ele obteve a sua cultura em Santa Cruz, como monge Crúzio, com o nome de Fernando de Bulhões: Poelo mosterio passaram 5 frades franciscanos a cominho de MArrocos onde foram nertirizados e Fernado quis imitá-los indo para os arrabaldes para um sítio chamado Olivais tendo trocado de nome para António. Na sua tentiva de ir para Marrocos acabou em Itália,co tudo o que sabemos. Foi o Santo a ser canonizado mais depressa (não chegou a um ano) e é Doutor da Igreja.
Nóz vconhecemo-lo pela sua faceta mais bonacheirão. Quando era pequeno lembro-me de o meu avô cantar:
O Santo António é vadio
É mino e é borrachão
Pois eu vi-o além rio
Comer na tasca o leitão

Santo da fogueira vira-te p'ra cá
Para a bebeeira como tu não há
Tu saltas na festa que nem um cabrito
Gostas bem da dança, mas mais de um copito-

Um abraço.

Tozé Franco disse...

Estou com febre e isso deve-me estar a afectar os neurónios.
Peço desculpa pelas inúmeras gralhas no post anterior.
Exemplos:
martirizado
nós
Fernando etc.
As minhas desculpas.

Sulista disse...

Ora viva o Poeta! :-)

Muito obrigada amigo Al CArdoso!

Ná deixo nenhuma quadra pq não tenho veia p a escrita...só p o desenho ;-) MAs estou a ver as Marchas de Lisboa!

Um excelente dia para si
tambem*** e um grande Abraço!

asn disse...

Ah! Alto e para o baile!
Santo António, para além de ser de Lisboa e de Pádua, também é de Leiria!
Um abraço, Al, viva a poesia popular, nomeadamente a dos Santos Populares.
António

asn disse...

Agora, reparo! Coimbra também tem razão!
Santo António é de toda a Humanidade!
Um abraço, Tozé

Joaquim Baptista disse...

Eu quase tenho a certeza de que S. António não passou em Castelo Branco nem em Idanha-a-Velha.

Abraço

Anónimo disse...

Tenho lá sardinhas fresquinhas e assadas tb pró'amigo Al Cardoso :-)


outro Abraço!


A SULISTA