terça-feira, junho 13, 2006

SENHOR DOS LOUREIROS


Continuando a referir-me a capela, em que se encontra incorporada a escultura da cabeca, que eu cognominei de: "Vasco", irei hoje referir a historia por mim conhecida desse pequeno templo.
Embora nao saiba a data da fundacao exacta, sei que e anterior ao seculo XVI, pois antes de 1598 ja existia, era por essa altura seu quarto administrador: Nicolau de Melo de Figueiredo.
Creio que o primeiro patrono desta capela, tera sido Santo Antonio e tambem Santa Catarina, passando em data incerta para Santo Cristo do Loureiro. Na presente data o patrono e Nosso Senhor dos Loureiros, uma pequena modificacao do nome.
Esta invocacao tem que ver, com o facto da existencia de um loureiro secular em frente a capela, que se encontra protejido por um muro de alvernaria.
Embora sem certezas, suponho que o antigo patrono desta capela, (Santo Antonio) daqui tera transitado para para patrono da igreja matriz, no seculo XVIII, aquando da reconstrucao deste templo.

3 comentários:

Joaquim Baptista disse...

Amigo Al essa pequena capela está de cara lavada, mas com a barba por fazer. (Credo tantos fios...)

al cardoso disse...

Caro Joaquim:
Nao foi coisa que tambem eu nao nota-se, parece que muitos deles ainda ai estao desde o tempo da festa anual, o pessoal anda muito ocupado e nao teve tempo para retira-los!!!

Alex disse...

Viva o Stº António o Sr. dos Loureiros e a EDP.
Fios e buracos é coisa que não falta pelas paredes das nossas casas.