sexta-feira, dezembro 16, 2005

SENHORA DAS BOAS NOVAS


Parece estranho que um blog que tenta descobrir factos e pessoas de ascendencia Hebraica, possa tantas vezes fazer referencia a simbolos e templos catolicos, embora eu esteja convicto que tenho ascendencia judaica, nao posso ignorar a tradicao das minhas gentes.

Hoje publico uma foto de uma pintura bastante antiga, existente no tecto da igreja da minha aldeia natal, e como estamos nesta epoca, uma virgem com o menino ate vem a proposito.

5 comentários:

O Micróbio disse...

E viva a tradição! :-)

al cardoso disse...

Tambem creio que sim

GreenSky disse...

Eu, por esta blogosfera, tenho defendido a tradição, a saber: O jogo da malha, o chicalão, a sueca, etc.
Quanto ao Natal, a minha luta é mais antiga, ainda que a igreja católica assente as suas bases num judeu, Jesus Cristo, o culto do dia 25 de Dezembro vem dos Persas, e do seu deus Mitra, que se juntou ao sol para dar calor e luz ás plantas, na sua festa celebrava-se o regresso do Sol no Inverno do nosso hemisfério, o solstício, o inicio dos dias longos.
O importante para nos, na actualidade, é que o Natal seja calor e luz e não apenas comercio, pronto, lá estou eu… os judeus estão ligados ao comercio.

BOM NATAL

al cardoso disse...

Quanto a tradicao eu tambem sou a favor, Quanto ao chincalhao nunca o soube jogar embora gosta-se, talvez me possa dar umas licoes.
Tambem sou contra o comercialismo, embora como diz o meu amigo os judeus seram os principais envolvidos.
Como e sabido os cristaos (catolicos) aproveitaram-se das festas do solsticio, para ai colocarem a festa do nascimento do judeu Jesus, que nunca ninguem soube quando foi.
Umas festas felizes do Solsticio: Hannukak, Natal, etc. etc.

Anónimo disse...

Eu tambem descendo da marranos portugueses, embora professassem o catolocismo apostolico romano.

Coisas da vida.

Nunca me senti catolico apostolico, nem cristão novo, sempre me senti fora do baralho e tinha razões para isso

A net deu-me a conhecer as minhas origens.

Devo ter sido dos primeiros a postar no blog do Nuno Guerreiro, que me ajudou a vasculhar os meus nomes, cujas raózes são judaicas