terça-feira, dezembro 06, 2005

PONTE DOS "JUNCAENS"


A ponte da imagem e uma construcao dos meados do seculo XIX, durante o governo de D. Maria II e do ministerio de Costa Cabral, tem cinco arcos e atravessa o rio Mondego junto a Fornos Gare e, a Freguesia de Juncais no concelho de Fornos de Algodres, esta construcao foi no entanto alargada ja em principios do seculo XX.

Foi construida no local onde existiu uma outra romana, que foi dinamitada em 1810 por ordem do general Welington, para atrazar o avanco da terceira invasao franceza.
distando cerca de 500 metros desta ponte, ainda hoje se encontram restos da calcada romana que a esta ponte se dirigia.

Esta via romana que aqui atravessava ramificava em Fornos, da Via Viseu-Celorico e, ainda na decada de 70 do seculo passado, havia um outro troco de calcada pertencente a esta via (hoje soterrado pela avenida 25 de Abril) perto do cemiterio daquela vila, suponho que esta via secundaria se dirigi-se para Linhares.

14 comentários:

JL disse...

Aí pertinho havia, não sei se ainda há, um tasco onde se comiam uns peixinhos do rio de "comer e chorar por mais"

al cardoso disse...

Ainda se continuam a comer esses ricos peixes do rio, pode ser que a proxima vez que ai for, tenha opportunidade de convida-lo.

TSFM disse...

Bem, já agora, e porque me considero um bom grafo, contem comigo para esses peixinhos do rio.

JL disse...

Cá fico à espera! :-)

al cardoso disse...

Tabem e, por nao o Tavares tambem.

GreenSky disse...

Chamaram? comidinha marcada e nem burro queres tu água? Quem leva o carro? Eu já fiquei sem gasolina ao sair desse tasco bem haviado...

al cardoso disse...

Com quatro ate sera melhor, depois podemos jogar uma suecada.

TSFM disse...

Então, caro amigo, não convide mais ninguém, a não ser claro está o amigo Dr Nuno, pois se houver algum conflito na suecada sempre se pode recorrer aos serviços deste.

Terreiro disse...

Eu ainda sou do tempo em que passava por lá para ir a Espanha, comprar uma pressão de ar uma viola e... ficar retido na fronteira (porque ainda não tinha feito tropa) e julgar que nunca mais passaria na ponte de Juncais. É que passando por ali, o nosso sentimento era o de estar em casa.


Quanto aos convites?!!! Eu, já que não tenho parceiro para a sueca, (só se quiserem alguém para ficar em ultimo), poderei fazer o filme do acontecimento!

JL disse...

Bom, vou já começar os treinos: dos peixinhos e da sueca. Não vá o Albino aparecer e a malta não está preparada. Eu aceito o desafio, portanto!

Nuno disse...

Chego atrasado ao debate ... mas quanto aos peixinhos, suecada ou matraquilhada bem gostaria de comparecer! Se for no Verão, um banhito de rio também não ia mal!

eduardo disse...

Se faltar algum... arranco eu, hehe...

Sobre os peixinhos do rio, também tenho estórias dessas em Forninhos.
Os meus cunhados iam a um riacho de que não me lembro o nome com pequenos explosivos para os "pescar". Era proíbido, mas que era um rico petisco, lá isso era.

JL disse...

Se fosse para trabalhar não se ouvia nem um "piu". Falou-se em comer aparecem todos. Caro Albino marque lá isso e traga os dólares ;-)

al cardoso disse...

Assim parece mas pode ser que assim nao seja. Quanto aos dolares embora o cambio ande por baixo para os peixinhos e em boa companhia ainda devem chegar.
um abraco.