terça-feira, abril 24, 2007

Concelho de "ALGODRES" ou de Fornos de Algodres?!

Brasao da Vila de Algodres: Coroa real aberta, por ter sido uma "terra reguenga" durante a primeira dinastia; Cruz da Ordem de Cristo, pelo facto da Igreja ter sido uma Comenda daquela Ordem. Tres ramos de oliveira; por ser terra de boa apetencia agricola, na qual impera a oliveira. O verde, por ser a cor que cobria os nossos montes e vales, e o branco-prata, da neve que de ca se avista, na Serra da Estrela em frente.


Hoje vou talvez surpreender muita gente; O concelho de "Algodres" nunca foi extinto, e o concelho de "Fornos de Algodres" nao existe!!!

Para que nao pensem que estou a delirar, vou passar a explicar o que realmente se passou e referir os documentos que o atestam:

Pelo decreto de 6 de Novembro de 1836, foram entre tantos, extintos os concelhos de: Penna- Verde, Matanca, Figueiro da Granja, Fornos, Infias e Casal do Monte. Tendo sido pelo mesmo decreto, incorporados no concelho "d'Algodres" com sede nesta vila.

Isto mesmo e confirmado pela reforma judiciaria seguinte, decretos de 29 de Novembro de 1836 e 13 de Janeiro de 1837; ficando a pertencer a comarca de "Gouvea", os concelhos de Algodres, Cea, Celorico, Ervedal, Gouvea, Linhares, Loriga, Penalva d'Alva e Sandomil. (a titulo de curiosidade, Algodres era terceiro concelho maior, com 1.876 fogos)

No entanto esta reforma foi sol de pouca dura, porque provavelmente os "Cabrais"(naturais de Fornos e politicos e governantes na altura) devem ter movido influencias, e pelo Decreto de 12 de Junho de 1837, houve varias alteracoes, o paragrafo 12 diz textualmente o seguinte:

A Cabeca do Concelho d'Algodres, no Distrito Administrativo da Guarda, passara para a villa de Forno de Algodres, e as Freguesias de Dornellas Forninhos e Penna-Verde, que formavam o antigo concelho de Penna-Verde seram desannexadas do referido concelho d'Algodres, e reunidas ao d'Aguiar da Beira da comarca de Trancoso.

Este Decreto foi publicado no Diario do Governo No. 141, de 17 de Junho de 1837.

Como vemos, embora "a Cabeca" ou sede de concelho, tivesse sido transferida, o concelho continuou a ser "d'Algodres" e as antigas vilas nao foram baixadas de categoria, pelo que deveriam continuar a ser, por esse titulo referidas!

14 comentários:

ppn disse...

Caro Albino

Não virá nos códigos administrativos do séc. XX a denominação de concelho de Fornos de Algodres?

um abraço

al cardoso disse...

Caro Pina Nobrega:

Provavelmente havera algo, so que nao tenho conhecimento. Se souber de alguma coisa, partilhe comigo, desde ja o meu bem haja.
Isto foi uma provocacao!

Um abraco de amizade.

ppn disse...

Caro Al

Não sei de nada se não dizia logo.

Mas se encontrar alguma coisa logo dir-lhe-ei. Como aconteceu com o decreto que lhe enviei.

um abraço fraterno

Alexandre Lote disse...

Amigo Al Cardoso, vou certamente averiguar esta situação e tentarei chegar-lhe alguma informação caso encontre.

Parece-me que no sec XX algum decreto deverá existir sobre a elevação de fornos de algodres a concelho.

1 abraço amigo Al

Eduquês disse...

Gostei da curiosidade.
Sabia que Carregal do Sal sede de concelho pertence à freguesia de Currelos, uma pequena aldeia que se situa ao lado?

Opintas/Bernardo disse...

Boa noite e um abraço.

Moura disse...

Caro amigo AlCardoso...
hoje estive nas "suas" terras!! De manhã para tomar o café andei por Fornos de Algodres e de tarde pela cultura judaica por terras de Belmonte. Para breve começarei a relatar o que vivi hoje por esses lados. Estive com uma pessoa interessante que está no Museu Judaico, em Belmonte. Tem um blog www.shaareorah.blogspot.com que me pareceu interessante e onde vi um coment seu.
Um abraço

Ps- comprei 2 garrafas diferentes de vinho Kosher e uma de azeite (Kosher olive oil).
O que as "amizades" virtuais nos acabam por fazer.

Nuno disse...

Caro Albino:
Interessantíssimas informações, que rectificam os informes de Mons. Pinheiro Marques. Se a cabeça do concelho passou para Fornos em 1837, sem se alterar a denominação, resta saber em que data foi oficialmente alterada a denominação para "Fornos de Algodres". Vamos tentar descobrir.
Se puder enviar-me por mail cópias destes diplomas desde já agradeço.
Um abraço,

RPM disse...

Amigo Al.....

As ocupações com os Voluntariados vão preenchendo as horas dos dias e para percorrer os 'cantos' amigos demora.....

aqui fica um abraço e é Fornos (porque exitem ou existiram fornos de cozedura).....Algodres...o blogue

abraço amigo

RPM

ps...onde está o desafio?
RPM

al cardoso disse...

Caro Nuno:

Brevemente enviar-lhos-ei.

Caro RPM:

O desafio esta no http://aquidalgodres.blogspot.com/

Um abraco a ambos.

O Micróbio II disse...

E livram-se assim dos "Fornos"... :-)

GreenSky disse...

Isso é que é investigação, parabéns! Continua sempre há frente no conhecimento de Algodres e a transmitir-nos sabedoria.

Um abraço

asn disse...

Já não digo nada. Às páginas tantas andará por aí alguma página oficial fora do sítio, arquivada algures (ou nenhures).
Bom trabalho, Al, a rapaziada ficou a cismar no assunto...
António

Anónimo disse...

love it.