quarta-feira, dezembro 13, 2006

FORNOS de ALGODRES "Terra do queijo Serra da Estrela"

Em vales como este que cortam o concelho de Fornos, pastam as ovelhas "bordaleiras" e "merinas mondegueiras", cujo leite produz o "melhor queijo do mundo"!

Talvez por culpa nossa, Fornos de Algodres que foi durante muitos anos o maior mercado do queijo da "Serra", deixou-se ultrapassar por concelhos, que ate ha cerca de uma trintena de anos, nunca ai o queijo tinha tido referencia.

Nao me estou a referir a Celorico da Beira, pois nesse concelho e no meu municipio, o queijo "Serra" sempre foi rei.

Para os menos entendidos tenho que informar que para alem do mercado de Fornos, era no da Carrapichana e em Celorico que se comercializava quase todo o "nosso" queijo e, se e verdade que se produzia em todo este vale do alto mondego, nos outros municipios nao tinha grande relevancia a producao e, esses productores para conseguirem melhores precos vinham vender quase todo o queijo a Fornos, pois era aqui que os "Barreiros" e "Garcias" (comerciantes e exportadores lisboetas) o vinham comprar todos os 15 dias.

A cerca de trinta anos, quando se iniciaram as hoje conhecidas e caducas: "Feiras do Queijo" por todo este "Pe de Serra", de alguma forma se comecou a dar algum realce ao producto noutras vilas e cidades, coisa que ate ai nunca tinha acontecido.

Entretanto comecou uma "guerra" entre Celorico e Fornos, para ver qual destas terras era mais importante no que se refere ao queijo. Nesta guerra Celorico levou a vantagem, devido a ter tido um presidente camarario empreendedor, que conseguiu impor uma dinamica em defesa da sua terra. Enquanto em Fornos com um presidente amorfo e apatico, se continuou a dormir a sombra dos "solares da nobreza caduca". Parabens portanto a Celorico por inovadores e progressistas.

Por esta razao e com a inauguracao do "Solar do Queijo" em Celorico da Beira, hoje ha gente ate no distrito da Guarda, que desconhece que Fornos de Algodres e terra do "Queijo da Serra".

Nao tem esta entrada intuito de desenterrar guerras perdidas, muito pelo contrario, sou muito mais pela cooperacao entre municipios vizinhos, que por "guerritas de trazer por casa", so quiz dar o seu ao seu dono.

Fornos de Algodres foi de facto o maior mercado de "Queijo da Serra", presentemente ponho as muitas duvidas que o seja. Tambem e porque os jovens nao estao interessados, em continuar a confeccao deste producto de milhares de anos, ponho muitas duvidas que as proximas geracoes possam comer o verdadeiro e genuino "SERRA"

14 comentários:

Anónimo disse...

Ainda acontecerá como na disputa entre VN Poiares e Penacova. Pois se Penacova se tornou na "Capital Nacional da Lampreia", Vila Nova logo se tornou na... "Capital Universal".

Abraço!

- e parabéns pela mudança de template. Está mais legível e mais... verde, ou seja mais a teu gosto :)

| Língua Anónima |

mao morto disse...

Sou eu (no comentário acima), não tenhais medo!

chanesco disse...

Caro amigo AL

Concordo plenamente consigo. Também acho que os municípios devem cooperar mutuamente e não entrar em despiques saloios que os enfraquecem e prejudicam sempre os seu munícipes.

Um abraço e parabéns por esta mudança. De facto está mais arejado.

Fernando disse...

Saudações Fornenses
Sem dúvida o nosso maior exlibris, já no que diz respeito a falta de interesse dos jovens por esta "arte", parece que vai sendo regra.
Mas como em toda a regra á exepção gostaria de dar o exemplo de um amigo, que sendo jovem produz, artesanalmente, um dos melhores queijos da serra, permita-me o meu amigo a "publicidade".
Queijaria O Penedo, em Algodres.
Abraço.

ceolino disse...

Aproveito, se bem que fora de contexto com o 'post' para desejar um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo.

Ceolino
César de Oliveira

Alexandre Lote disse...

Concordo com quase tudo o que está referido no post. Não consigo concordar com o facto de ter sido o empreendorismo do Presidente da Câmara de Celorico da Beira o responsável pela "vitória" na estupida guerra sobre qual a capital do queijo da Serra da Estrela. O que me parece é que foi o investimento privado e a consciencialização por parte de algumas pessoas do concelho de Celorico que fizeram o que deveria ser feito em fornos, ou seja, pararam e questionaram-se: o que é que temos de bom que os outros não têm? E facilmente encontraram a resposta, ou seja o queijo da serra da estrela. Só pensando assim poderemos caminhar para o progresso. Infelizmente no nosso concelho, tem-se pensado mais em encontrar um emprego facil do que propriamente em tentar lutar pela vida, correndo risco que mais tarde serão recompensados. Aqui deixo uma ideia que poderá ser estupida para a maior parte das pessoas. Porque não a criação de uma escola prática de como produzir/projectar uma fábrica de produção de queijo da Serra da EStrela em Fornos de Algodres? Será uma ideia tão dificil de concretizar no âmbito dos cursos técnicos que serão aposta do Governo?
Cumprimentos e parabens pelo blog...vou adicioná-lo ao meu (www.opinarparavancar.blogspot.com)
Alexandre Lote

belzebu disse...

Meu amigo, tinhas que falar de uma das minhas maiores perdições! O queijo da serra torna-me verdadeiramente irracional, começo a comer e não paro nunca. É o mesmo efeito daquelas azeitonas de Foz Coa.

Nham, nham, até salivo como o cão do Pavlov!

Saudações infernais!

al cardoso disse...

Caro Fernando:

Bem haja por divulgar um jovem que contra a corrente, decidiu enveredar por uma carreira com tanta tradicao nas nossas terras.
Viva portanto a "Queijaria Penedo" de Algodres, que visitarei na minha proxima visita a nossa terra.

Caro Alexandre:

Quando me referi ao presidente de Celorico, nao me referia a nenhum dos ultimos que por la tem andado.
Referia-me a Faria de Almeida, que presidiu esse concelho a seguir ao 25 do A.
Nesses dez anos ou ate foram mais, pelas nossas bandas tivemos uma triste figura que nem lhe vou dar o prazer de nomear.
Foi nesses tempos que nos atrazamos em relacao nao so a Celorico, como a todas as terras da regiao e quando felizmente nos vimos livres de semelhante criatura foi que algum progresso comecou a haver.
Tivessemos tido nessa altura um presidente como o que temos agora, e outro galo teria cantado.
Mas isso sao aguas passadas, o que eu gostaria era de ver por parte das gentes da minha terra vontade de lutar contra as adversidades, aproveitar as oportunidades e continuam a existir, tendo sempre em mente que nada cai do ceu e para haver resultados e necessario investir muitas vezes mais em vontades que em dinheiro.
Se o empreendorismo for posto em accao, quem sabe as proximas geracoes de fornenses, nao tenham que fazer o mesmo que eu: imigrar.
Quanto eu gostaria que assim fosse!

Um abraco fornense de amizade.

Alexandre Lote disse...

Fico agradecido pelo esclarecimento. De facto só assim teria sentido em referir-se a um presidente da câmara daquele concelho. A prova de que os blogs são uma fonte de troca de experiências e aprendizagem aqui está. Obrigado pela informação! Abraço fornense

Menina_marota disse...

Infelizmente não são só os jovens que não estão interessados.
As "guerras" politicas e económica, são por vezes muito mais devastantes, levando ao desinteresse de aplicação de investimentos que só fariam bem às comunidades.
Gostei de vos ler.

Um abraço e Feliz Natal

(na minha mesa não vai faltar o queijo da Serra, isso é uma certeza.) :)

Tozé Franco disse...

Bonita fotografia. Quanto ao queijo, onde é que ele está?... Gosto muito de preferência muito....
O que é que aconteceu ao outro blogue? Foi atacado? Não se consegue lá entrar. Vou mudar o link para este.
Um abraço.

JL disse...

Já cá cheguei e vou alterar o link. Um abraço.

Anónimo disse...

Boa tarde a todos.
Por acasonão me conseguem dar o contacto da queijaria penedo por favor.
Pelos vistos é muito bem referenciada.
Abraco a todos os gulosos, como eu, do queijo de fornos :)

al cardoso disse...

Caro Anonimo:

Eu nao tenho o endereco da Queijaria Penedo, mas estou convencido que se for a Algodres e perguntar seja encaminhado.
Bem haja pelo interesse.

Um abraco de amizade dalgodrense.