segunda-feira, fevereiro 04, 2008

Vila Cha, os Monumentos Nacionais e o meu bairrismo!

Solar da Familia "Soveral-Pedroso", Vila Cha (d'Algodres)



Foi com enorme satisfacao, quando da minha
ultima visita ao sitio dos monumentos nacionais: http://www.monumentos.pt/, tive o prazer de ver la recentemente incluidos, varios monunentos do meu municipio, que eu ja ha muito por la desejava ver, pela sua antiguidade, singularidada e importancia (digo eu)!

Digo satisfacao, por um lado, mas tristeza por outro, porque nao pude ver nessa lista, as descricoes, fotografias, e a historia, de muitos dos monumentos ai incluidos!

Tenho tentado que o bairrismo que todos temos, uns mais que outros, nao tenha toldado a minha visao, tendo-me referido neste blogue a todo o municipio, deixando por vezes a minha aldeia para tras.

Mas agora creio que chegou a altura, vou portanto nos proximos "posts" dedicar-me a Vila Cha (d'Algodres) e, referir-me aos monumentos classificados desta freguesia

Hoje apresento-vos o Solar da familia "Soveral-Pedroso", (que nessa lista aparece como Casa do Senhor Coronel e Capela) que fica localizado no Terreiro, o largo principal da aldeia.

Creio que e do seculo XVII, nele encontra-se agregada, uma capela de invocacao de Nossa Senhora do Carmo, com um magnifico altar "barroco" em talha dourada, e um tecto em caixotoes tambem em talha com varias pinturas iconograficas.
Nao sei se ja neste solar ou em casas anteriores, viveu no seculo XVI, Inacio de Almeida Soveral, fidalgo da Casa Real e capitao das milicias de Linhares, que casou com uma senhora da familia Pedroso, dando origem a esta familia, tambem creio que de uma geracao posterior, existiu nesta familia e nesta aldeia; "Iuam do Sobral" (Soveral), que aparece como padrinho de baptismo, na paroquia da Mesquitela, do outrora concelho de Linhares.
A capela esta documentada pelo menos desde desde meados do seculo XVIII, sendo nessa altura sua administradora a senhora Catarina de Almeida (Soveral).

Um dos proprietarios deste solar na ultima metade do seculo XIX, foi Antonio Pedroso de Sousa Coutinho Castelo Branco, que era fidalgo e cavaleiro da Ordem de Cristo. Foi um dos mais dinamicos presidentes de camara que o concelho de Fornos"d'Algodres" teve no seculo XIX, de acordo com o Monsenhor Pinheiro Marques!
Por essa altura e, porque a sede concelhia se encontra localizada numa ponta do municipio, foi acertadamente decidido, que para comodidade dos cidadaos, as seccoes da camara se realizassem em Vila Cha, por ser a freguesia mais central, sendo este solar o local dessas reunioes nesses tempos!

2 comentários:

Tozé Franco disse...

Vamos ver o que que o Estado faz para conservar esse património.
Às vezes é uma tristeza ver o estdo que estão algun s monumentos nacionais.
Um abraço.

barb michelen disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.